Navegar para Cima

Notícias

Pontes e faróis

Crônica do 5º dia do Capítulo Provincial
07/12/2018
Institucional
Crônica do 5º dia do Capítulo Provincial

Pontes, em geral, aproximam dois espaços geográficos: margens de um rio, encostas de montanhas... Visam ajudar ou facilitar a comunicação. Os simbolismos continuaram a iluminar as reflexões e decisões dos capitulares. O momento da oração valorizou o simbolismo da ponte que foi iluminada por uma centena de pequenas velas.

Palavras de ânimo do Presidente do Capítulo e do Provincial concitaram os participantes a avançar. Uma pergunta ajudou a sintonizar com o Instituto: Em que momentos de minha vida o Instituto marista foi um farol em minha vida?

O tema que demandou maior tempo foi a definição das prioridades para o Triênio. Foram definidos dois grandes faróis: 1. Nossa vocação de Irmão. Fortalecimento da identidade do Irmão à luz da Espiritualidade Apostólica e Mariana (EAM), sob a perspectiva ecológica, em comunidades fraternas e revitalizadas. 2. Missão. Fortalecimento da Identidade Católica e marista nos espaços de missão como geradora de vida. E pontos de atenção sobre o Laicato Marista.

O assessor, Ir. Sylvain, fez breve reflexão destacando: a vocação de Irmão, a superação de uma Igreja piramidal, a identidade e missão do religioso Irmão na Igreja, os apelos do Capítulo-Geral quanto aos temas das duas prioridades, o apostolado comunitário, a primazia da vida consagrada (casa/vocação sobre a rocha); considerar que a presença já é missão. Outro meio para melhor viver a vida consagrada foi o estudo e aprovação das Normas da Província.

Visando ajudar o Provincial e seu Conselho – Animação e governança – os Capitulares apontaram os seguintes pontos: a) avaliação constante do modelo de governança; b) atenção para a sustentabilidade (ambiental, social e econômica) da Rede, sem perder de vista a missão; c) garantia da sinergia entre os empreendimentos; d) atenção e cuidado personalizado às comunidades.

Foram também apontadas algumas recomendações para o 3º Capítulo Provincial, em 2021. A avaliação do todo do Capítulo foi muito positiva. Graças à boa condução da Comissão Central, o Capítulo chegou a bom termo. O Ir. Inacio, Provincial, encerrou os trabalhos agradecendo a todos os que colaboraram para o 'sucesso' do Capítulo. E concluiu com o cenário de transfiguração: que essa visão e essa realidade seja levada para a vida da comunidade e de cada Irmão (na planície).

A liturgia do dia trazia a cura de dois cegos. Com o gesto de Jesus eles passaram a ver. Todo o que foi visto no Capítulo são meios para que Irmãos e Leigos/as possam recuperar a vista ou ver melhor e assim respondam e vivam com mais vigor a sua vocação.

A primeira profissão do Ir. Antônio Raí Costa de Menezes – a primeira na nova Província Marista Brasil Sul-Amazônia – fortalece a ponte marista entre o Sul e a Amazônia. É novo farol no cenário marista.

Muitos elementos foram trazidos, seja para construir novas pontes, seja para manutenção das pontes existentes. Alguns faróis sinalizam para perigos e para seguranças. Em Cristo contemplamos esses elementos: ele é ponte que nos aproxima do Reino, do Deus Trindade; é farol que dá clareza, transparência, discernimento.

Irmão Marista Sebastião Ferrarini