Navegar para Cima

Notícias

Farol e luz

Confira a crônica do 4º dia do Capítulo Provincial
06/12/2018
Institucional
Confira a crônica do 4º dia do Capítulo Provincial

Faróis são colocados em lugares estratégicos para dar segurança e indicar o rumo aos navegantes.  Só têm sentido se projetarem luz. Caso contrário são somente um marco arquitetônico para turismo. Faróis emitem luz, sinalizando perigos e convidando os nautas a águas mais profundas.

A navegação é perigosa em mares turbulentos. Os nautas que compõem o segundo Capítulo Provincial da Província Marista Brasil Sul-Amazônia, foram durante quatro dias discernindo os melhores canais para sua derrota.

Três eventos do dia trouxeram ânimo: a chegada do Ir. Antônio Raí, que fará sua primeira profissão; o aniversário do Ir. Pedro Pellizzaro e as palavras do Ir. Óscar Martin Vicario. Ele acenou para a espiritualidade como combustível para a vida, para a missão, para a comunidade. Deixou esta Assembleia para poder acompanhar o início do Capítulo da Província Marista Brasil Centro-Sul.

O canto da oração matinal, Um novo dia, mais vida e esperança, motivou cada um a sinalizar para o triênio algumas prioridades.

Os navegantes apontaram duas âncoras para dar lastro, estabilidade à Província no Triênio: 1. Nossa vocação de Irmãos (com três elementos proféticos para esses mares turbulentos: Ser Irmão, Espiritualidade e Comunidade). – 2. Missão (não esquecendo a identidade católica e marista nos espaços de missão). O tema Leigos também ficou como um ponto de atenção. Continuar a trabalhar e aprofundar o que já se vinha fazendo no triênio anterior.

A dinâmica do dia continuou sendo a de ouvir breve exposição, refletir nas comunidades/mesas e dialogar na Assembleia. Esse ruminar ajudou a internalizar os temas e dar unidade ao trabalho.

Como durante o dia ia-se fazer o importante trabalho de eleição dos timoneiros (Conselho), foi aprofundado o tema da Animação e Governança. Foram apontadas sugestões ao Conselho. Apresentou-se também algumas alternativas de governo e de composição do Conselho.

O Serviço de Animação, requer algumas qualidades. O Ir. Sylvain, com clareza e objetividade, elencou algumas. Para isso reportou-se ao fundador, Marcelino. Ele era preocupado na preparação de Diretores (Superiores). Insistia em atitudes, conteúdos simples, mas essenciais para uma boa navegança: virtude sólida, ciência em grau suficiente, juízo reto, bom caráter, zelo ardente. Isso poderia ser traduzido em sabedoria, bondade e santidade. Ninguém tem esse perfil completo. O importante e estar nesse caminho.

Ademais de estudos e diálogos, os capitulares tiveram um tempo pessoal de oração, reflexão e discernimento.

O processo eletivo finalizou com a eleição de cinco Irmãos para ajudarem  o Provincial na condução da embarcação. Os novos timoneiros são: Deivis Fischer, Manuir Mentges, Odilmar Fachi, Sandro Bobrzyk e Onorino Moresco.

Farol é para projetar luz. Jesus disse: eu sou a luz do mundo, que me segue não navega nas trevas. Ademais é rocha. Um Triênio, uma Província terá  sucesso se estiver assentado/a sobre a Rocha, que é o Cristo e sua Boa Nova. Essa embarcação poderá enfrentar banzeiros, mas não naufragará.​