Navegar para Cima

Notícias

Comunidade Internacional Marista da Amazônia recebe três novos/as missionários/as

04/12/2019
Vida Partilhada
Os/As missionários/as integram o projeto Lavalla200> do Instituto Marista

​​​Localizada na cidade de Tabatinga, região da Diocese do Alto Solimões, a Comunidade Internacional Marista da Amazônia está situada em um contexto multicultural, de vários povos indígenas e três países diferentes: Brasil, Peru e Colômbia. Desde 2016, ela tronou-se uma comunidade mista e internacional que faz parte do projeto LaValla200> . Desta forma, recebe Irmãos e Leigos/as de outros países para desenvolver trabalho missionário na Amazônia.

O Irmão paquistanês, Paul Samuel Bhatti, desenvolve seu trabalho missionário em Tabatinga desde 2018, e conta quais são os desafios de atuar em um novo país. “Durante todo o primeiro ano, eu me dediquei a aprender a língua portuguesa e conhecer as diferentes realidades da Amazônia e do Brasil. Foi um trabalho que exigiu muita energia e dedicação, mas foi essencial para que eu possa desenvolver minha missão hoje", afirma Paul.

Durante esses dois anos, a Comunidade mista era formada pelo Irmão Paul e pela Leiga Verónica Rubí. Ela realizava um trabalho de coordenação da Cáritas Diocesana e o acompanhamento da comunidade indígena Ticuna, chamada Umariaçú I. Já o Irmão Paul ministra aulas de inglês gratuitas para crianças, jovens e adultos e, também, trabalha em atividades pastorais e diocesanas.

​​​ Texto auxiliar da imagem

O Irmão Paul ministra aulas de inglês para crianças, jovens e adultos

Comunidade recebe novos membros

Em novembro deste ano, a Comunidade Internacional Marista da Amazônia passa a ter uma nova configuração. Com a saída da Leiga Verónica, a Comunidade recebe mais três missionários/as do projeto LaValla200> para atuar junto com o Irmão Paul em território amazônico durante os próximos anos. O Leigo Mario Araya e a Leiga Martha Eugenia iniciaram sua vivência em Tabatinga neste mês de novembro, e o Irmão Luke Fong chegará em solo brasileiro em janeiro de 2020.

Para o Irmão Paul, essa vivência em comunidade mista é muito rica e repleta de aprendizados. “Sair da minha mentalidade cultural me ajudou a entender que o que importa é o carisma marista comum entre nós, que nos une. Agora, com a chegada dos novos membros, espero que possamos viver o sonho do projeto LaValla200> , de criar comunidade, superar nossas culturas e nos unirmos para tornar Jesus Cristo conhecido e amado uns pelos outros no mundo todo", avalia.

Missionários/as da Comunidade Internacional Marista da Amazônia

​​ Texto auxiliar da imagem

​Irmão Luke Fong​: ele traz a missão marista da Oceania, mais precisamente das Ilhas Fiji, diretamente para o Brasil. Com sua formação acadêmica na área da educação, ele já atuou como professor em escolas de Ensino Fundamental e, também, como mestre postulante e formador no Noviciado. Esta será a sua primeira experiência missionária, e a sua expectativa para atuar em solo brasileiro é grande: “espero contribuir para a missão na Amazônia e me oferecer para o que estiver lá. Adoro aprender com as novas culturas, falar uma língua diferente e compartilhar a vida com as pessoas".​

​​ Texto auxiliar da imagem

Mario Araya: é um Leigo Marista natural do Chile. Durante sua atuação como professor de Filosofia e Religião, sempre teve o desejo de realizar trabalhos voluntários, e foi assim que ele conheceu o voluntariado internacional marista. Ele já tem uma vasta experiência como voluntário e missionário em diferentes países como Bolívia, Peru (Puerto Maldonado e Lima) e Itália, onde participou da fundação da Comunidade de Siracusa. “Espero que nestes anos de serviço aqui na Amazônia possamos criar espaços de diálogo e oportunidades concretas para os jovens que moram aqui", afirma Mario.​


​​ Texto auxiliar da imagem

Martha Eugenia: é mexicana formada em Teologia, Ciências Teológicas e especialista em Bioética. A partir da sua atuação pastoral em escolas maristas,  sentiu o chamado para dedicar a sua vida à missão mostrando-se disponível para ir além da sua Unidade Administrativa. Como voluntária, ela já atuou na República do Congo, na Diocese de Eseka, em Camarões, e na França. Como missionária, teve uma experiência na Comunidade de East Harlem, em Nova York, acompanhando os migrantes hispânicos, e agora recebeu o envio para Tabatinga. “Chegar na Amazônia em tempos do Sínodo, abre, diante de mim, um horizonte de esperança. É um convite para mudar meu olhar, ser criativa e também um desafio para ser presença marista em meio a comunidades indígenas. A Amazônia é um mundo novo para descobrir, cuidar e dar a conhecer", explica.​


Irmão Fabrício Basso recebe o envio do projeto LaValla200>

Assim como os missionários que irão atuar na Amazônia, o Irmão Fabrício Basso também participa do projeto LaValla200> e recebeu seu envio para Austrália, onde irá atuar em Mount Druitt, subúrbio de Sydney, durante os próximos três anos. “O que me encanta em ser missionário é ir além da zona de conforto. Conhecer novas culturas, idiomas e estar a serviço de outras pessoas", afirma o Irmão.​

​​​ Texto auxiliar da imagem

Durante os meses de agosto e setembro o Irmão Fabrício participou do curso preparatório para sair em missão

Sobre o projeto LaValla200>

O projeto Lavalla200>, Comunidades Internacionais para um Novo Começoé uma iniciativa do Instituto Marista aberta a Irmãos e Leigos/as que se sentem chamados a dedicar um tempo de suas vidas para além de suas fronteiras geográficas e culturais.

​Após participarem de um programa de preparação, os/as participantes são enviados em missão para uma das comunidades Lavalla200> ou para um dos Projetos especiais do Instituto, tais como: MDA, Projeto Fratelli, Solidariedade com o Sudão do Sul e outros.

A principal característica do Lavalla200> é a vivência em comunidades maristas mistas, onde Irmãos e Leigos/as trabalham juntos/as em uma perspectiva de interculturalidade para responder às necessidades emergentes. Assista ao vídeo e conheça mais sobre esse projeto: