Navegar para Cima

Amazônia

Sínodo da Amazônia

Irmãos, Leigos e Leigas da Rede Marista realizam atividades preparatorias para a Assembléia dos Bispos em Roma

​​​​O Sínodo Amazônico é um grande projeto eclesial, cívico e ecológico que visa superar fronteiras e redefinir as linhas pastorais, adequando-as aos tempos atuais. Acolhendo o desejo da Igreja nos nove países amazônicos, o Papa Francisco convocou no dia 15 de outubro de 2017 a Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a Pan-Amazônia, com o tema Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral.​

O Sínodo é compreendido como um processo articulado em três fases: a fase preparatória, em que se realiza a consulta com o povo sobre o tema indicado pelo Papa; a fase celebrativa, caracterizada pela reunião dos Bispos em assembleia; e a fase de atuação, em que as conclusões aprovadas no Sínodo são acolhidas pelas Igrejas.

Desta forma, o momento de assembleia que será realizado de 6 a 27 de outubro de 2019, no Vaticano, é uma das fases de discernimento a partir de todas os apontamentos realizados pelas comunidades de forma colaborativa.

Rede Marista em preparação para o Sínodo

Como maristas, estamos unidos à Igreja participando das atividades Pré-Sinodais realizadas desde o segundo semestre de 2018. Esse é um momento importante de reflexão e fortalecimento da consciência de ecologia integral, con​forme afirma o Irmão João Gutemberg da Comunidade Marista de Manaus: “o fato do Sínodo ser realizado no Vaticano sinaliza a importância do tema para toda a Igreja e, por que não dizer, para toda a humanidade", afirma.

Os Irmãos, Leigos e Leigas que atuam nas seis comunidades maristas da Região Amazônica participam ativamente dos grupos de escuta, momentos formativos e espaços de diálogo sobre o Sínodo. Entre as atividades desenvolvidas estão: estudo e divulgação do documento preparatório, realização de reuniões formativas com as comunidades locais em parceria com as paróquias de cada região e a participação em encontros com representantes de todos os países que formam a Pan-Amazônia.

O Sínodo também foi tema do Encontro de Irmãos da Região Amazônica realizado em Manaus no mês de julho e é pautado semanalmente na rádio local de Lábrea (AM) com a leitura de subsídios e comentários feitos pelo Irmão Nilvo Favretto. “É muito importante falarmos do Sínodo pois queremos propor uma evangelização que respeite as culturas e crenças com um diálogo respeitoso, valorizando os habitantes nativos e promovendo o cuidado com a casa comum", avalia.​

​​​Os clamores da Amazônia​

O processo de Consulta Sinodal iniciou em abril de 2018 e contou com o apoio da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam) que articulou as assembleias, fóruns e rodas de conversa com as comunidades locais.

Mais de 80 mil pessoas foram impactadas nos espaços formais de escuta e nos encontros preparatórios em comunidades, aldeias e paróquias. Além disso, registrou-se a participação de lideranças dos povos originários que representaram 172 povos diferentes da região Pan-Amazônica. Isso representa 44% do total de povos indígenas da região.

O relatório final dessas escutas formou o documento oficial sobre o qual os Padres Sinodais, Auditores, Especialistas e convidados irão estudar antes da Assembleia em Roma.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) promove encontros formativos para os religiosos que participarão do Sínodo em outubro. Na última formação, realizada no dia 30 de agosto, a Comissão Episcopal Especial para a Amazônia da CNBB divulgou uma carta reafirmando o compromisso com a defesa e cuidado com a vida dos povos e de toda a floresta. Confira o documento na íntegra.​

​​​ Texto auxiliar da imagem

Acompanhe o Sínodo

Todo o processo sinodal será noticiado no site da Re​pam e da C​NBB. As ações de comunicação se desdobrarão no período que antecede e durante a realização da Assembleia com o objetivo de sensibilizar a Igreja e a sociedade sobre a importância desse evento.

Integram a campanha os vídeos Voz da Amazônia com depoimento de bispos e lideranças da Igreja. Confira o vídeo temático sobre a metodologia das escutas do Sínodo com a fala do Irmão João Gutemberg.​​