Navegar para Cima

Notícias

Maristas de todo o mundo unem-se para ajudar Aleppo

A Comunidade Marista que atua em Aleppo, na Síria, lançou um pedido de ajuda em nome dos dois milhões de habitantes da cidade.
15/05/2014
Institucional
A Comunidade Marista que atua em Aleppo, na Síria, lançou um pedido de ajuda em nome dos dois milhões de habitantes da cidade.

​A Comunidade Marista que atua em Aleppo, na Síria, lançou um pedido de ajuda em nome dos dois milhões de habitantes da cidade. Em função da Guerra Civil, moradores da região, que já enfrentam uma situação de pobreza extrema, estão sem fornecimento de água corrente há 10 dias.

O apelo ganhou proporções mundiais quando o Irmão George Sabe pediu a intervenção do Papa Francisco, via Rádio Vaticano, na quarta-feira:

"Peço ao Santo Padre que faça um apelo, em nome da população síria, tanto cristã quanto muçulmana, a todas as instâncias políticas e a todas as organizações humanitárias internacionais para que a água volte a Aleppo", disse.

Além disso, foi criada uma petição online, compartilhada pelo Superior-Geral dos Irmãos Maristas, Emili Turú, onde é possível manifestar apoio à causa: http://bit.ly/1n1nYF9.

O Irmão George Sabe, que vive há três anos no local, mostrou preocupação pela saúde de crianças, jovens, adultos e idosos que “têm sede", na cidade Síria. "Não é possível que uma população seja castigada porque vive em uma cidade e não toma partido. Há dez dias não sai uma só gota de água das torneiras e a população tem que ir buscar água, que às vezes não é potável, nos poços das mesquitas e das igrejas".

Desenvolvido no Norte da Síria, o trabalho dos “Maristas Azuis", como são conhecidos, acolhe as famílias refugiadas da guerra e em situação de pobreza extrema, prestando assistência médica, alimentar e educacional.