Navegar para Cima

Notícias

Mais de 1,6 mil jovens se reúnem no EJM 2018

Evento propos reflexões para fazer a diferença no mundo
27/08/2018
Institucional
Evento propos reflexões para fazer a diferença no mundo

​​​​​No sábado, 25 de agosto, mais de 1600 estudantes e educandos se reuniram na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) para o Encontro de Jovens Maristas (EJM). O evento teve como tema a palavra Atitude, uma forma de refletir sobre a situação atual do país e de motivar as pessoas a fazer a diferença no mundo. 

Organizado pelos próprios integrantes da Pastoral Juvenil Marista (PJM) em conjunto com a Coordenação de Pastoral da Rede Marista, ​o encontro contou com oficinas, momentos celebrativos e de confraternização. No total, cerca de 70 pessoas estiveram envolvidas na concepção do EJM, e foram responsáveis por planejar desde a acolhida até as falas da c​erimônia de abertura.

Falas essas que foram um dos pontos altos do evento. Após o momento solene com o Vice-Presidente da Rede Marista, Ir. Deivis Fischer, e com o Reitor da PUCRS, Ir. Evilázio Teixeira, o palco do Centro de Eventos da Universidade recebeu cinco jovens da equipe organizadora, que recitaram uma poesia de sua própria autoria. Inspirada nos slams – espécie de “batalha" de versos surgida nos Estados Unidos – a apresentação refletiu sobre temas como racismo, machismo e homofobia. “Não consegui conter a emoção quando ouvi o slam", afirma Carolina Oliveira, estudante do Colégio Marista Champagnat. “Abordar esses assuntos é muito importante, pois a PJM é um espaço de aceitação às diferenças".

Dos jovens para os jovens

Para o Coordenador de Pastoral da Rede Marista, José Jair Ribeiro, essa participação é uma das características mais importantes do EJM. “É visível como os jovens se engajam durante o encontro", declara. “Mais do que ajudar na organização, eles têm lugar de fala, e podem debater sobre causas muito próprias deles".

O processo participativo se refletiu em todos os aspectos do evento. O cuidado ao meio ambiente, por exemplo, esteve presente desde o início da organização. A ambientação foi feita com materiais recicláveis confeccionados pelos próprios integrantes da PJM. Também não foram utilizadas lonas ou banners, e o uso de plástico foi restrito. Nas refeições, foram priorizados alimentos mais saudáveis, buscando diminuir os impactos na natureza. ​