Navegar para Cima

Notícias

Espetáculo Bicentenário Marista é apresentado em Angola

Os festejos pelo Dia de São Marcelino Champagnat e as ações alusivas ao Bicentenário na Rede Marista
05/07/2016
Institucional
Os festejos pelo Dia de São Marcelino Champagnat e as ações alusivas ao Bicentenário na Rede Marista

​Os festejos pelo Dia de São Marcelino Champagnat e as ações alusivas ao Bicentenário na Rede Marista cruzaram continentes e chegaram até Luanda, em Angola. No dia 6 de junho, os estudantes do Instituto Médio Normal de Ensino Marista Professor Faustino encenaram o Espetáculo Bicentenário Marista – que mistura dança, teatro e a história do Instituto Marista. A peça foi originalmente produzida pelo grupo que reúne estudantes e educandos de Colégios e Unidades Sociais da Rede Marista.

No final de 2015, o Irmão Antônio Silva, que atua em missão na África, conheceu o espetáculo quando esteve no Brasil. Encantado com a proposta, não hesitou em levar o desafio para seus alunos de Angola. O resultado foi aclamado pela plateia.

Reproduzimos, aqui, o relato emocionado do Irmão Silva:

“Chegando em Luanda, no início do ano, entreguei todo o material ao Professor Faustino (um jovem professor muito animado e apaixonado pela causa marista, além de ex-aluno do IMNE)

Ele abraçou a causa. Fez as devidas adaptações e depois convocou os artistas - Alunos do Ensino Médio e um grupo de crianças da 4ª classe - turno da tarde.

E todos os sábados aqui estavam eles a ensaiar... ensaiar... e ensaiar...

A provocação que eu havia feito era para que a apresentação fosse feira na Festa de Champagnat. E felizmente assim aconteceu.

No dia 4 de junho, Sábado da Solidariedade com mais de mil crianças do Bairro da Madeira - foi a estreia... a criançada vibrou.

No dia 6 de junho, segunda-feira, houve uma apresentação de manhã, antes da Missa, que agradou em cheio. E no período da tarde para os 800 alunos da Escola Marista, desde pré até 9ª classe. Foi muito bom!

Alguns detalhes:

1º Claro que não tivemos os recursos técnicos de vocês aí (no Brasil)... Mas com pouco mais de U$S 150 conseguimos organizar o cenário e vestuários. O pessoal aqui é criativo... E a necessidade nos torna criativos.

A capela foi assaltada: túnicas, batinas... tudo foi requisitado. Até para espanto da minha parte, eu vejo no palco um dos anjos vestido com a casula do padre! Resultado: tivemos que mandar lavar todo este material...

2º  Bons artistas - como é fácil de se conseguir nestas terras. 

3º Um detalhe importante: o pessoal aqui gosta do teatro mas se limita às cenas dos habitantes das lavras... os mais velhos, mal vestidos, etc. Parecia impossível seguirem um roteiro com cenários, trilhas sonoras... Mas felizmente foi muito bom... o Prof. Faustino foi exigente e o grupo correspondeu em alto nível...

Então só tenho a dizer: muito obrigado a vocês por nos cederem este rico material.

Estamos nos organizando para mais alguma apresentação, especialmente durante a Feira Marista no dia 17 de Setembro."